terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Viver é morrer

Viver é morrer todo dia,
É enterrar cadáveres e mais cadáveres de si mesmo,
Remover galhos secos e folhas murchas.
Viver é renascer todo dia,
Brotar novos galhos, crescer novas folhas,
Lançar mais raízes pq as que tem já não servem mais.
Morrer é não deixar morrer,
É agarrar-se ao cadáver e ser enterrado com ele,
É manter o galho podre e apodrecer com ele.

Morra e então viva, ou não morra e morra.

Um comentário:

SAN DE ALMA BREJEIRA disse...

primorosa a frase: Morra e então viva, ou não morra e morra!